Historia da Radiestesia

 

A radiestesia é uma ciência tão velha quanto o mundo, é uma ciência regida por leis, as quais o homem surpreendeu os segredos desde a mais alta antigüidade.

Segundo historiadores e pesquisadores, a radiestesia era utilizada desde a préhistória, conforme provam desenhos nos fundos de grutas e paredes de cavernas, habitadas pelo homem préhistórico. Documentos arqueológicos da civilização peruana datados de precisamente 9000 a.C., mostram indícios de que também na América a arte da radiestesia era utilizada.

Há 4200 anos era praticada na China. Os chineses primavam por sua habilidade em investigações relativas ao subsolo e em detectar o que chamavam de ” cauda do dragão” (energia negativa de solo), utilizavamse de uma varinha em forma de forquilha. Dessa forma tomavam o cuidado de não construírem sobre este local.

Os egípcios conheciam o segredo das ondas nocivas telúricas naturais de subsolo,dominavam a arte de fabricar e obter ondas de forma de potência infinitamente superior às que encontravam em estado natural no subsolo.

Em escavações realizadas em tumbas do Vale dos Reis foram encontradas varinhas e instrumentos parecidos com pêndulos.

A radiestesia desde essa época era utilizada por magos, curandeiros e médicos que usavam o pêndulo nas área de astrologia, astronomia, medicina e matemática.

A radiestesia é por tanto a arte da radiestesia vem sendo praticada desde a Antigüidade por quase todos os povos do planeta sendo uma ciência milenar. Numerosos pêndulos foram encontrados no Egito; no vale dos Reis. Na china,  os radiestesistas usavam essa arte para encontrar fontes  de água, minérios, e usavam também na agricultura.

Roma foi construída sobre um lugar escolhido por um radiestesista etrusco que determinou a zona de influências, favoráveis para a implantação da cidade.

Cada exército romano tinha um pelotão de radiestesistas, que usando varas de madeira detectavam fontes de água subterraneas necessárias à alimentação das tropas, enquanto os sacerdotes da Roma Imperial preferiam usar o pêndulo.

Historia da Radioestesia na Idade Media

  Durante a Idade Média o uso da radiestesia foi confundido com as práticas de magia negra e assim foi condenado pela inquisição, mas desde 1546, instrumentos de madeira ( forquilhas) são usadas novamente, principalmente na exploração do subsolo em toda a Europa.

De 1610 a 1638 mais de 150 minas foram descobertas pelo Marquês de Beausoleil e sua esposa Martine de Bertereau.

No século  XVIII o interesse dos cientistas pela rabdomancia (nome antigo da radiestesia, rhabdos = vara /mancia = adivinhação) foi crescendo, Bleton, francês da região do Dauphiné pratica a radiestesia sem usar nenhum instrumento, quando ele passa sobre o  leito de um rio subterraneo, seu corpo treme, sua respiração se torna ofegante e ele tem a sensação de estar com febre, ele é chamado pela rainha da França , Marie Antoinette,para achar as fontes que abasteceriam o palácio doTrianon (Versailles).

Em 1780, um médico de Nancy, o doutor Thouvenel, convida Bleton para fins de pesquisa, e escreve um livro: memória física e medicinal mostrando as relações óbvias entre a forquilha, o magnetismo e a eletricidade, dez anos mais tarde ele continua suas pesquisas junto aos cientistas italianos, Spalanzani, Albert Fortis e Charles Amoretti.

Desde do início do século XIX os radiestesistas começam à usar mais o pêndulo que a forquilha. Em 1890, os abades franceses Mermet e Bouly inventam o termo Radiestesia do latim radius (raio) e do grego aisthêsis (sensibilidade). Eles começam à fazer detecção à distância, comprovando esse progresso cientificamente.

Historia da Radiestesia na era Moderna

Em 1904 o radiestesista Grisez descobre as minas de potássio na região da Alsácia especificando a profundidade exata da camada: 400 metros. E recebe em pagamento a quantia de três milhões de Francos-ouro, uma fortuna na época.

Em 1929 é criado: A Associação francesa e internacional dos amigos da radiestesia, que conta em seu comitê de honra vários cientistas das academias de ciências e medicina da época .

Quatro radiestesitas famosos do século XX: o Abade Bouly (1865 -1958) pai da radiestesia, o Abade Mermet (1866 – 1937) filho e neto de radiestesista conhecido como o príncipe dos radiestesistas, Henry de France (1872 – 1947) o aristocrata da radiestesia, ele é o primeiro à falar de intuição e, Joseph Treyve (1877 – 1946) mais de 840 fontes de água descobertas.

 

 

Desde de então a prática da radiestesia se expande no mundo inteiro crescendo muito no domínio da medicina, da psicologia, na harmonização de casas e terrenos, na agricultura e localização de fontes de água.

No Brasil o número de radiestesistas profissionais ou não aumenta à cada ano.

 

Autor Fullfloripa  Update 25/05/2017  Titulo Historia da Radiestesia Rate 5 Categoria Social

Summary
Historia da Radiestesia
Article Name
Historia da Radiestesia
Description
A radiestesia é uma ciência tão velha quanto o mundo, é uma ciência regida por leis, as quais o homem surpreendeu os segredos desde a mais alta antigüidade.
Author
Publisher Name
Fullfloripa
Publisher Logo