O Caminho Brasileiro de Santiago de Compostela na Espanha

O Caminho Inglês

 

O Caminho Brasileiro de Santiago de Compostela enlaza-se na Espanha com o Camino Inglês en A Corunha, que tem um comprimento de 77 km , e está dividido en tres trechos: 

A Coruña – Bruma

Bruma – Sigueiro

Sigueiro – Santiago de Compostela

Seu próprio nome: “Inglês”, denota sua origem, serviu principalmente para que os peregrinos medievais Ingleses e dos países do norte da Europa e Báltico,  desembarcaram no porto de A Coruña, para então terminar esta peregrinação a pé até Santiago de Compostela . Em 1434 há evidências de que mais de 3.000 peregrinos desembarcaram em A Coruña.

Se a peregrinação terrestre foi um desafio de sobrevivência para os peregrinos,  a marítima, por vezes, foi bem mais perigosa, testando muitas veces as habilidades e a fé dos peregrinos. Nos primeiros séculos da peregrinação a Santiago, a bordo de navios mercantes medievais tipo Kogge e Hulk, embarcados como uma mercadoria após  ter pago bem caro a passagem de ida e volta, os peregrinos de terras além dos mares, emprendíam sua viagem  o país do sepulcro de San Thiago.

A Odisséia marítima para a costa da Galiza foi muito popular entre os séculos XII e XV. Enquanto uma caminhada peregrina por terra precisaba no melhor dos casos, de tres até seis meses para chegar a Compostela, por mar poderia consumir de dez dias a três semanas, no máximo, sempre dependendo das tempestades, a direção do vento e mil e um imprevistos. Como as peregrinações tornaram mais freqüentes, os armadores tiveram que pedir ( e pagar ) para cada viagem um permiso especial a Coroa Espanhola, que lhes expedía autorização para enviar um limitado número de peregrinos.

Citou o historiador e especialista em tema Jacobean, Francisco Singul, no prefácio do livro “Los Caminos de la mar a Santiago de Compostela“:

“Nórdicos, Britânicos, Denamarqueses e Holandeses eram as pessoas que, devido à sua localização na costa do Atlântico, usarom com maior asiduidade as rotas marítimas para chegar a Santiago de Compostela”.

Noruegos como o rey Sirgud Jorsalafar em 1108 ou San Reginaldo III no ano 1151 peregrinaron a Galicia, como apunta o profesor Vicente Almazán em “Dinamarca Jacobea, Historia, Arte y Literatura”. Almazán também cita a magna expedicão do 1217, onde participaron daneses, noruegos, renanos e frisões, conforme as palabras do cronista:

“Tendo o vento a nosso favor chegamos a seguinte sexta-feira no porto da A Coruña, tendo ancorado nossos navios, no día seguinte partimos a pé para Compostela. Depois de ir para adorar a Deus e ao Santo Apóstolo  retornamos A Coruña, onde tivemos que esperar nove dias para que mudaram os ventos, que  eram contrarios a  nós “.

Los ingleses utilizaron sobre todo los puertos de Dartmouth, Plymouth, Bristol, Southampton, Londres y Newcastle para embarcar hacia Galicia. Los irlandeses hicieron lo propio desde Galway, Kinsale y Dublín, según recogen Feliciano Novoa y Pilar Ramos en Los caminos de la mar a Santiago de Compostela. Varios autores de los aquí comentados hacen alusión al Año de la Perdonanza de 1434, cuando se autorizó el embarque de 2.310 peregrinos, debido al cual el precio de los derechos de anclaje en el Puerto de A Coruña aumentaron de 2.000 a 14.000 maravedíes ( de R$ 1500 a R$ 10.500 Reais actuais ) .

En palabras de Braulio Valdivieso en “Aventura y Muerte en el Camino de Santiago” 

“El ansia de los jacobeos era llegar a la Tumba Apostólica o errar hasta la muerte que transportaba a la vida eterna” .

 

 

 

Summary
O Caminho Brasileiro na Espanha. O Caminho Inglês
Article Name
O Caminho Brasileiro na Espanha. O Caminho Inglês
Description
O Caminho Brasileiro de Santiago de Compostela enlaza-se na Espanha com o Camino Inglês en A Corunha, que tem um comprimento de 77 km e é dividido em três trechos.
Author
Publisher Name
Confraría do Caminho Brasileiro de Santiago de Compostela
Publisher Logo